Namoro cristão é coisa séria


Ponha os seus sentimentos diante do Trono de Deus

Todo solteiro tem o desejo de namorar, o que é mais do que natural. Escolher um parceiro pensando em um futuro casamento, porém, parece não ser o alvo da maioria das pessoas.Uma realidade que parece contrariar, e muito, o jovem “cristão” nos dias de hoje é começar um relacionamento de namoro visando o altar. Ora, é claro que ninguém é obrigado a casar com uma pessoa só porque começou a namorá-la, mesmo porque é no namoro e no noivado que o casal vai se conhecer no que diz respeito à amizade e à fidelidade, mas jamais com intimidade sexual. Essa está destinada por Deus para depois do casamento.

Para quem deseja um namoro feliz a dica dos céus é aprender a pôr os sentimentos diante do Trono de Deus. Quando um namoro é dirigido por Deus, não há sofrimento nem desespero porque as bênçãos do Senhor não são acrescentadas de dores.

O que tem frustrado muitos cristãos é o fato de viver se alimentando das coisas da carne, por essa razão, é claro, qualquer sacrifício do espírito se torna um fardo insuportável. Muitos se entregam a intimidades no período de namoro e noivado porque não suportam as pressões da carne.

O organismo de uma pessoa que só come gorduras, doces e frituras constantemente é bem diferente daquele que come legumes, frutas, cereais, laticínios, e carne magra. Assim também funciona com o espírito. Se uma pessoa tem como alimento principal somente literatura secular, música secular, e programação secular em sua vida, e a Bíblia fica para quando houver um tempo, certamente a fraqueza de seu espírito é gigante.

A temperança é a chave da felicidade do ser humano. O homem não é espírito, mas carne. Dessa forma se torna impossível que viva em espírito 24 horas. Nada o impede de ler revistas, jornais e livros seculares, assim como assistir a filmes, peças de teatro, musicais, entre outras programações, fora do cunho cristão, desde que tenha plena consciência de absorver somente aquilo que não danifique o seu espírito.

O grande problema é que o homem, devido à origem do pecado de Adão, ainda tem uma grande inclinação para o pecado. Por essa razão se sente constantemente tentado a desejar aquilo que é impuro e ruim para a sua vida espiritual.

A verdade é que não se pode excluir as coisas naturais desse mundo, porque se vive nele. A escolha do alimento, no entanto, está nas mãos de cada um. Há uma diversidade de opções para quem realmente deseja se aproximar de Deus. A literatura cristã hoje, assim como os filmes, as programações de TV, seja em canal fechado ou aberto, as peças teatrais, os musicais clássicos e populares, enfim , uma enxurrada de atividades, extremamente riquíssimas, que abordam assuntos dos mais diversos interesses, como amor, sexo, adolescência, juventude, casamento, vitória financeira, e tudo que engloba as dificuldades e conflitos do homem nesses dias, estão à disposição de qualquer pessoa. Deus dá o livre arbítrio para que seus filhos tenham liberdade de comer aquilo que desejam. Se a escolha de alguém é a pornografia, por exemplo, Deus não vai interferir.

Embora o Senhor saiba exatamente o que é melhor para o homem, jamais invade a sua privacidade, tamanho o amor e respeito que sente por aquilo que criou.

Reações: